Home
 
AUI - Associação Universitária Internacional

Promote Your Page Too
Menu Geral
Artigos
Notícias
Páginas Individuais
Galerias
Press Releases
AUI – Missão e Perfil
Bolsistas
Atualizar meu cadastro
Jovens Líderes
Sobre o Programa Adicionar meu curriculo
Lançamento do Livro: AUI - UM OLHAR NO FUTURO
Sobre o Livro
Bolsistas
Inscrição
Lista de Eventos
Fotos das Turmas
História
Depoimentos
Mildred Sage

Nas Regionais

Bahia

Brasilia
Ceará
Minas Gerais
Paraná
Pernambuco
Rio Grande do Sul
Rio de Janeiro
São Paulo
Eventos

V ENCONTRO NACIONAL DA AUI em CURITIBA – de 30 de outubro até 02 de novembro de 2009

A Associação Universitária Internacional AUI realizou, no período de 30 de outubro a 02 de novembro, o V Encontro Nacional em Curitiba.

O Encontro transcorreu tranquilamente e dentro da programação estipulada superando as expectativas de todos os participantes.

A abertura do Encontro aconteceu na sexta-feira, 30 de outubro, no hotel Lizon, com um coquetel seguido de jantar, momento em que o grupo de participantes foi recebido pelos Auienses do Paraná -  Constantino Comninos (PR – 1965 – Professor e Coordenador), Florindo Dalberto (PR – 1965 – Agronomia), Antenor Bonfin (PR – 1967 - Direito) e Lenora Pedroso (Turma de 1972).

Os painéis fotográficos das turmas foram dispostos no local do jantar para que os Auienses continuassem na divertida e prazerosa tarefa da identificação dos colegas em suas respectivas turmas.

No dia 31, sábado, o grupo foi conduzido até o Museu Oscar Niemeyer e, na Sala Poty Lazzarotto, assistiu à palestra do Engenheiro Cléver Almeida, Diretor Presidente do IPPUC, sobre o Planejamento Urbano de Curitiba e sua Sustentabilidade.Ótima palestra e muito bem apresentada, com informações importantes e expostas com muita propriedade pelo palestrante, despertou grande interesse em todos os participantes. Após a palestra o grupo visitou o espetacular Museu, já por si só uma escultura de Oscar Niemeyer, em especial sua recém construída ala nova e bastante divulgada pela imprensa, muito conhecida como o OLHO. As diferentes exposições que são permanentes no Museu e outras que são de caráter temporário foram visitadas com entusiasmo por todos os Auienses.

Após a visita, o grupo almoçou na churrascaria Devon’s e retornou ao hotel.

No período da tarde, o Auiense Florindo Dalberto (PR – 1965 – Agronomia) apresentou a palestra “Estado da Arte da Agricultura do Paraná“ para o grupo, brindando a todos com a sua excepcional e eloqüente exposição sobre matéria de seu maior domínio e permanente atuação. A seguir foram realizadas as apresentações seguidas de debates sobre Sustentabilidade com a Deputada Estadual pelo Partido Verde Rosane Ferreira e o Eng. Luis Alberto Lopes Miguez, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. A primeira apresentação foi da Deputada Rosane Ferreira, que reportou sobre seus esforços e dificuldades de atuação como legisladora para conseguir alcançar e atender de uma forma imediata os objetivos das Comunidades. A seguir realizou uma ótima exposição sobre os seus projetos de lei que já foram aprovados, bem como os que estão tramitando, com os correspondentes alcances e mecanismos de atuação pelo executivo e a permanente vigilância na busca do cumprimento ao estabelecido nas novas leis.

A seguir foi realizada a apresentação do Engº Luis Miguez, onde o mesmo destacou os principais programas no âmbito da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de uma forma clara, transparente e expondo também as dificuldades ainda encontradas para uma gestão mais eficiente, especialmente no caso do novo depósito do lixo urbano coletado. Mas os programas hoje em curso deixaram todos os participantes bastante impressionados e satisfeitos. Com o término de sua apresentação, tiveram então inicio os debates com animada participação de todos os presentes, que teve que ser encerrado pelo avançado do horário.

O jantar do dia 31 foi no restaurante O Jardineiro, com música ao vivo e alegre confraternização de todos.

No domingo, logo cedo, o grupo dirigiu-se para a estação ferroviária e embarcou com destino a Morretes e Paranaguá. O passeio de trem pela serra foi muito agradável. A visão de lindas paisagens foi acompanhada de informações históricas passadas pela guia Glória, da empresa Serra Verde Express responsável pelo nosso vagão.
Algumas informações sobre a Ferrovia:

A Ferrovia Paranaguá-Curitiba que liga o litoral ao planalto é uma verdadeira obra de engenharia que vence os contrafortes da Serra do Mar, possui uma extensão de 110 km, foi construída entre 1880 e 1885, tem 14 túneis escavados na rocha, 41 pontes e viadutos de superestrutura metálica. O maior vão vencido está localizado na Ponte São João, cujo comprimento é de 113 m sobre o Rio do mesmo nome, a ponte conta com 4 vãos, sendo que o vão médio tem a altura de 58 m.
Viaduto Carvalho, construído com grande tenacidade, está a mais de 900 m de altura, tendo como suporte, muros de arrimo de até 10 m de altura fazendo uma curva de 45 graus no espaço, conhecida como Curva do Diabo. Magnífico panorama dos contrafortes da Serra do Mar com paisagens como o “Véu de Noiva”, o Santuário de Nossa Senhora do Cadeado, aliado à técnica do arrojado traçado da estrada continuam sendo uma atração emocionante. O inicio da construção foi sob o comando do engº italiano Antônio Ferrucci, mas o mesmo declinou da tarefa logo no inicio, passando a responder pela obra até a sua conclusão o engº brasileiro João Teixeira Soares (1848-1928), natural de Formiga, MG. Para a construção da ferrovia, vieram trabalhadores franceses, italianos, belgas, suíços, suecos e poloneses, que trouxeram conhecimentos técnicos, ferramentas e suas respectivas culturas. Entre brasileiros e estrangeiros, foi empregada mão-de-obra de nove mil pessoas, sendo que somente quatro mil conseguiram trabalhar, enquanto os outros padeciam em leitos, atacados pelos mais diversos males.

Uma rápida parada em Morretes e o grupo seguiu de ônibus para Paranaguá. Almoçou no restaurante Danúbio Azul e seguiu para o Porto de Paranaguá, outro lugar marcante. No Porto o grupo assistiu a um vídeo e uma palestra de Alex Sandro de Ávila e ficou conhecendo um pouco da história do Porto e seu crescimento que hoje o torna o segundo maior no país em movimentação de carga. Depois, uma visita ao cais do Porto, onde o grupo pode ver os navios atracados nos diversos berços, os equipamentos utilizados para a movimentação das cargas e contêineres.

A volta para Curitiba foi pela estrada da Graciosa, como é conhecida a Rodovia PR-410, é uma estrada pertencente ao governo do Paraná que utiliza a antiga rota dos tropeiros em direção ao litoral do Estado, interligando Curitiba às cidades de Antonina e Morretes.

A estrada atravessa o trecho mais preservado de Mata Atlântica do Brasil, marcado pela mata tropical e pelos belos riachos que nascem na Serra do Mar. Por isso, em 1993, parte do trecho da Serra foi declarada pela UNESCO como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. Na região, existem dois importantes parques estaduais: o Parque Estadual da Graciosa e o Parque Estadual Roberto Ribas Lange.

Chegando ao hotel, após breve descanso, tiveram inicio os trabalhos da reunião da AUI com a presença de Altamiro Boscoli (SP – 1962 - Direito), Cristiano Kok (SP – 1967 – Engenharia), Mariana Batich (SP – 1963 – Ciências Sociais), Oswaldo Faria dos Santos (RJ – 1967 – Engenharia Química), Mario Becker (RS – 1971 – Medicina), Delmas Penteado (PR – 1968 – Engenharia), Adary Oliveira (BA – 1965 – Engenharia Química), Maria Angélica Rummeld (BA – 1963 – Filosofia), José Luciano Vasconcelos (CE – 1966 – Direito), Adriano Batista Dias (PE – 1962 – Engenharia Mecânica), Murilo Lopes (RJ – 1967 – Engenharia/Economia), Antenor Bonfin (PR – 1967 – Direito), Lenora Pedroso (Turma de 1972), Roldão Torres (PE – 1966 - Economia), Elida Oliveira (PR – 2006 – Jornalismo) e Denise Tornieri (Secretária), e os assuntos tratados foram a i) Viagem aos Estados Unidos – um programa preliminar foi apresentado pela regional do Rio de Janeiro, baseado nas diversas propostas recebidas dos Auienses através da internet. Ficou definido após debate que o objetivo da viagem será lúdico, com um viés saudosista. Foi definido um cronograma para a consecução dos trabalhos; ii) Avaliação do V Encontro Nacional – Apesar de uma série de dificuldades durante a organização o V Encontro Nacional, o mesmo foi avaliado como muito bom, superando as expectativas de todos. iii) Programa Jovens Líderes do Brasil – O programa já está mais ou menos estruturado e ocorrerá em julho de 2010. As inscrições serão recebidas através do site e encaminhadas a cada Regional para seleção; iv) Fortalecimento de algumas regionais da AUI – As regionais que precisam ser fortalecidas são Bahia, Paraná, Brasília e Rio Grande do Sul. O Diretor Regional da Bahia se prontificou a entrar em contatos com os auienses de lá para mobiliza-los a participarem. No caso do Paraná, Antenor Bonfim contou que já fez diversas tentativas de mobilizar os Auienses do Paraná, (igual esforço feito por Constantino Comninos), mas os resultados ainda estão por surgir. No caso dos outros Estados a Diretoria Nacional continuará se empenhando no sentido de incentivar uma maior participação.

Finda a reunião, seguimos para o jantar no restaurante Porta Romana, em Santa Felicidade, em local bem agradável e com ótima comida, onde aconteceu, como de costume, o descontraído sorteio de brindes entre os participantes.

Chega então o último dia do Encontro, na segunda-feira, 02 de novembro. O grupo saiu para um passeio turístico pela cidade de Curitiba. O simpático guia José Airton, que acompanhou o grupo desde o início do Encontro, foi indicando edifícios históricos,  ruas históricas, praças e contando sobre suas particularidades. Duas paradas para visitação:

1) Jardim Botânico, um dos pontos turísticos mais visitados de Curitiba, inaugurado em 1991. Criado à imagem dos jardins franceses, estende seu tapete de flores aos visitantes logo na entrada. A estufa, em estrutura metálica, inspirada no Palácio de Cristal de Londres (projeto do arquiteto Abrão Assad, que também planejou o Museu Botânico), abriga espécies botânicas que são referência nacional, além de uma fonte d’água. A mata nativa está ponteada de trilhas para percursos a pé.
Também uma atração do Jardim Botânico é o Jardim das Sensações, uma trilha de 200 metros de extensão, em que o visitante percorre de olhos vendados conhecendo e identificando diferentes plantas com o tato e com o olfato.

2) Ópera de Arame, teatro inaugurado pelo prefeito Jaime Lerner, em 19 de março de 1992, foi construído em apenas 75 dias, na cratera de uma pedreira desativada, no Bairro Pilarzinho. É todo construído com tubos de aço e estruturas metálicas e coberto com placas transparentes de policarbonato, lembrando a fragilidade de uma construção em arame. De forma circular, a edificação é parcialmente circundada por um lago artificial, de maneira que o acesso ao auditório é feito por uma passarela sobre as águas. O projeto é do arquiteto Domingos Bongestabs, professor do departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPR e mesmo autor do projeto da Unilivre. O auditório com 1.648 lugares ocupa uma área de quatro mil metros quadrados.

O último evento foi o almoço na churrascaria Tropilha Grill onde o grupo se despediu.

Veja a seguir as fotos, programa, lista de participantes, currículos dos palestrantes, materiais relativos às palestras e debates disponíveis no site para download.

Fotos

Jantar de abertura Silvia Vasconcelos, Lúcia Cavalcanti e Emília Dias no jantar
Angélica Rummeld, Manfred Rummeld, Lúcia Cavalcanti Becker e Mário Becker no coquetel Mário, Lúcia, Manfred, Angélica, Alice e Delmas
Adriano Dias, Altamiro Boscoli e Cristiano Kok Denise, Mariana, Alice, Lúcia, Oswaldo, Terezinha, Mário e Angélica
Florindo Dalberto, Lenora Pedroso, Antenor Bonfim, Constantino Comninos e Delmas Penteado no coquetel de abertura do Encontro Arranjo do coquetel
Jantar Luciano Vasconcelos
Roldão Torres e Manfred nos painéis das turmas Palestra de Cléver Almeida – presidente do IPPUC
Cléver Almeida – presidente do IPPUC Cléver Almeida e Altamiro Boscoli
Museu Oscar Niemeyer – Joana e Alice Penteado Museu Oscar Niemeyer
Museu Oscar Niemeyer Restaurante O Jardineiro
Restaurante O Jardineiro Mariana, Anna, Denise, Alice, Joana, Antenor e Lenora
À esquerda: Emília, Adriano, Murilo e Altamiro. À direita: Roldão e Mário Restaurante O Jardineiro
Oswaldo Faria e Murilo Lopes na estação de Morretes Murilo Lopes e Delmas Penteado no trem para Paranaguá
Trem da Serra Verde Express em direção a Morretes Alice e Joana Penteado e Mario Becker e Lúcia Cavalcanti Becker no trem para Paranaguá
Paisagens vistas durante o trajeto Paisagens vistas durante o trajeto
Paisagens vistas durante o trajeto Paisagens vistas durante o trajeto
Paisagens vistas durante o trajeto Paisagens vistas durante o trajeto
Porto de Paranaguá Morretes
Morretes Morretes
Grupo chegando no Jardim Botânico Jardim Botânico visto da estufa principal
Estufa principal inspirada no Palácio de Cristal de Londres Grupo de participantes no Jardim Botânico
Ópera de Arame Ópera de Arame

V Encontro Nacional AUI Curitiba – 30/10 a 02/11/2009 - Participantes

N o m e   
1 Adary Oliveira (BA - 1965 - Engenharia Química)
2 Maria Bernadeth Silva Oliveira (Turma de 1972)
3 Adriano Batista Dias   (PE - 1962 - Engª Mecânica)
4 Emilia Recamonde Dias   (Turma de 1972)
5 Altamiro Boscoli (SP - 1962 - Direito)
6 Anna Maria Gagliardi   (Turma de 1972)
7 Antenor Ribeiro Bonfim (PR - 1967 - Direito)
8 Lenora Pedroso
9 Constantino Comninos (PR - 1965 - Professor e Coordenador)
10 Cristiano Kok   (SP – 1967 – Engenharia)
11 Delmas Abreu Penteado   (PR - 1968 - Engenharia)
12 Alice Maria Corso Penteado   (Turma de 1972)
13 Joana Corso Penteado (Turma de 1972)
14 Denise Tornieri   Secretária
15 Élida Silva de Oliveira (PR - 2006 - Jornalismo)
16 Florindo Dalberto (PR - 1965 - Agronomia)
17 José Luciano Vasconcelos   (CE - 1966 - Direito)
18 Sílvia Regina de Aquino Vasconcelos   (Turma de 1972)
19 Maria Angélica Moniz de Aragão Rummeld (BA - 1963 - Filosofia)
20 Manfred Rummeld (Turma de 1972)
21 Mariana Batich    (SP – 1963 – C.Sociais)
22 Mario Becker   (RS - 1971 - Medicina) 
23 Maria Lúcia Cavalcanti Becker   (Turma de 1972)
24 Murilo de Gusmão Pinto Lopes    (RJ - 1967 - Engenharia / Economia)
25 Oswaldo Faria dos Santos    (RJ - 1967 - Engenharia)
26 Terezinha S. Denizot   (Turma de 1972)
27 Marcela Silva Faria dos Santos   (Turma de 1972)
28 Angelo José Paula de Sousa (Turma de 1972)
29 Daniela Silva Faria dos Santos (Turma de 1972)
30 Marina Santos Sousa (Turma de 1972)
31 Roldão Gomes Torres (PE - 1966 - Economia)

V Encontro Nacional AUI em Curitiba – 30/10 a 02/11

Palestras

  • Planejamento Urbano de Curitiba e sua Sustentabilidade

31/10, sábado, às 9:00 horas no Museu Oscar Niemeyer

Palestrante: Cléver Ubiratan Teixeira de Almeida

Nascido na cidade do Rio de Janeiro em 14 de janeiro de 1966. Engenheiro civil formado pela PUC-PR em 1988. Especialista em Gerência de Projetos pelo ISAE/FGV (2002 – 2003). Funcionário público há 21 anos, dos quais 19 anos atuando no IPPUC.

Exerceu as funções de chefe da Divisão de Sinalização Horizontal e Vertical do Departamento de Infra-Estrutura de Tráfego – SMOP – (1988 /1989); atuou no Setor de Sistema Viário, do Ippuc, de (1989 - 1994), onde foi chefe do setor entre 1992 e 1994; coordenou a elaboração dos projetos viários das obras do Programa de Transporte Urbano de Curitiba I (1994 - 1996); foi coordenador do Projeto Estratégico BR-Cidade – (1997 – 2000); coordenou a elaboração dos projetos dos componentes do Programa de Transporte Urbano de Curitiba II – (2001 – 2003); foi coordenador operativo da Unidade Técnico Administrativa de Gerenciamento – UTAG do Programa de Transporte Urbano de Curitiba II (2003 – 2004.

Foi assessor da presidência do IPPUC, entre 2005 e 2008, na Coordenação de Projetos Especiais, onde atuou como responsável pelo projeto da Linha Azul – Santa Cândida / CIC Sul do Metrô de Curitiba.

  • Estado da Arte da Agricultura do Paraná

31/10, sábado, às 14h30 min. no Hotel Lizon

Palestrante: Florindo Dalberto

Paranaense (Assai-Pr), 65 anos, casado com a Profª. Maura Sassiotti Dalberto, 4 filhas, 4 netas.

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal do Paraná (Curitiba), em 1966; foi presidente do Diretório Acadêmico de Agronomia e bolsista da AUI para o programa em Harvard, em 1965.

Especialista em cafeicultura e em desenvolvimento, administração em C&T e gestão institucional, tem cursos nas Universidades de Purdue e Vanderbilt (USA) e na USP e FGV, entre outros, além de diversas publicações em sua área de especialização.

Foi Engenheiro. Agrônomo regional do ex-IBC em Londrina, da Cooperativa de Cafeicultores de Mirassol-SP, da CATI (Campinas-SP) e Coordenador da Fundação Nacional do Café, em Campinas-SP.

Fundador e primeiro Secretário-Geral do Instituto Agronômico do Paraná - Iapar em 1972, coordenou o projeto de implantação do Instituto, até 1983;  foi diretor técnico e presidente do Iapar de 1997 a 2002, órgão onde completou sua carreira profissional.

Foi presidente da Adetec – Associação do Desenvolvimento Tecnológico de Londrina e Região por duas gestões, até 2007; presidente do Conselho Nacional das Entidades Estaduais de Pesquisa Agropecuária-Consepa; Secretário Executivo do Fórum Nacional de Secretários da Agricultura em 1994; Conselheiro do CREA-PR; Gerente da Câmara Setorial do Café do Paraná; membro dos Conselhos da Fundação Araucária, da Universidade Estadual de Londrina - UEL, do Conselho Assessor Nacional da Embrapa e do Conselho Diretor do Consórcio Brasileiro de Pesquisa do Café. Integrou e coordenou missões de intercâmbio tecnológico na área agrícola em cerca de 18 países do mundo.

Foi fundador da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Londrina – AEA, em 1969, quando foi o 1º editor da Folha de Londrina/Rural. Atualmente é novamente presidente da AEA Londrina e também da Federação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná; é membro designado da junta diretiva da Associación Mundial de Ingenieros Agrónomos y Profesionales de la Agronomia – AMIA.

Em 2003 foi agraciado com a Medalha do Mérito do CREA-PR e com Menção Honrosa pela Assembléia Legislativa do Paraná. Em 2009 ocupou os cargos de Secretário Municipal da Agricultura e de Secretário do Ambiente de Londrina-PR.

Atualmente, é membro da diretoria da AREL, da Acelon e do Fórum Desenvolve Londrina; é membro, desde 1977, das Equipes de Nossa Senhora, movimento da Igreja Católica com sede mundial na França.

Residente à Rua Martin Luther King, 132 – Lago Parque, Londrina – PR
Fones: (43) 3342-4422 (res.) e (43) 9994-1525 (cel.)
E.mail: fdalberto@sercomtel.com.br

Mesa de debates sobre Sustentabilidade

31/10, sábado, às 16:00 horas, no Hotel Lizon

Debatedores: Eng. Luiz Alberto Lopez Miguez, Deputada Rosane Ferreira e Secretário Rasca Rodrigues ou seu representante

Eng. Luiz Alberto Lopez Miguez

Nascido na cidade de Curitiba em 24 de abril de 1965. Engenheiro Cartógrafo formado pela Universidade Federal do Paraná em 1991. Especialista em “Emergências Ambientais” pela PUC-PR (2007), especialista em “Administração, Controle e Monitoramento da Qualidade de Vida Urbana” pelo Instituto de Engenharia do Paraná/Fundação de Estudos Sociais do Paraná (2001).

Coordenador do Centro  de Geoprocessamento da Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba, Professor da disciplina “Geoprocessamento Aplicado a Emergências Ambientais” no curso de Especialização em Emergências Ambientais da PUC-PR, Responsável pelo Sistema de Informações Georreferenciadas.  SESI  – FIEPR - .ORBIS Observatório Regional Base de Indicadores de Sustentabilidade, Missão Técnica internacional as cidades de Lima e Arequipa no Peru.

Red de Autoridades para la Gestion Ambiental em Ciudades de América Latina y EL Caribe.
Missão Técnica internacional a cidades de Neiva e Pitalito na Colômbia. Agência Brasileira de Cooperação.
Diversos trabalhos apresentados como: “Mecanismos de Controle Ambiental” Experiência de Curitiba. Cúpula Amazônica de Governos Locais – AM (2009) e “Plano Diretor de Arborização Viária do Município de Curitiba”. VII Seminário de Atualização em Sensoriamento Remoto e Sistemas de Informações Geográficas Aplicados à Engenharia Florestal, FUPEF, Curitiba – PR.   

Deputada Rosane Ferreira (PV)

1ª Deputada Eleita pelo PV do Paraná, Rosane Ferreira é formada em Enfermagem.

Como parlamentar é autora ou co-autora de várias leis, entre elas a lei de proteção as microbacias; a que garante meia-entrada para professores em eventos culturais e de lazer; a Lei que cria o programa de incentivo a implantação de Aquecedores Solares de Água; a Lei que dá destino adequado ao lixo Eletrônico; a Lei que cria o programa de Conservação e Uso Racional da Água nas Edificações Públicas do Paraná.

É também Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e da Criança, vice-presidente da Comissão de Ecologia e Meio Ambiente e membro das comissões de Saúde Pública e de Assuntos Metropolitanos, da Assembléia Legislativa.

É autora ainda de várias emendas e indicações legislativas, tendo como objetivos principais a preservação do meio ambiente, o desenvolvimento sustentável, a ética, a transparência e o poder político como ferramentas indispensáveis na construção da cidadania.